Vermelho.png
SPLS.jpg

Projeto de Arte  LITERACIA FAZ BEM Á SAÚDE

7 Tópicos 

Através da arte também se ensina a ciência e os benefícios da literacia em saúde"

Um projeto SPLS - MNAC

 

A Sociedade Portuguesa de Literacia em Saúde em parceria com o Museu Nacional de Arte Contemporânea lança um projeto de arte associado à literacia em saúde. Porque, como referido por ambas as entidades "Através da arte também se ensina a ciência e os benefícios da literacia em saúde"

Trata-se do projeto de arte -  LITERACIA FAZ BEM Á SAÚDE | 7 Tópicos Um projeto SPLS - MNAC.

 

O projeto consiste numa mostra coletiva que proporcionará uma visita guiada por 7 tópicos da Literacia em saúde através da comunicação em saúde.

Foram convidados artistas portugueses para participar na exposição coletiva                                   

Este é um projeto artístico de cooperação entre a Sociedade Portuguesa de Literacia em Saúde (SPLS) e o Museu Nacional de Arte Contemporânea (MNAC), no âmbito do projeto nacional [Portugal entre Patrimónios].

 

De acordo com ambas as entidades: "Pretendemos fomentar um trabalho criativo cooperativo entre artistas e especialistas de literacia em saúde para dar visibilidade artística ao conceito, às metodologias, intervenções  e aos efeitos da literacia em saúde na sociedade"

 

Podemos afirmar que a literacia em saúde salva-vidas, porque melhora a compreensão das pessoas sobre a linguagem em saúde e sobre a navegabilidade no sistema.

Se as pessoas compreenderem melhor a saúde, tomam melhores decisões em saúde, como por exemplo sabem que devem fazer mais rastreios de saúde, não recorrem tantas vezes às urgências, compreendem que é na saúde de proximidade que está um melhor e um mais contínuo cuidado.

 

Para a Presidente da SPLS, professora Doutora Cristina Vaz de Almeida, "Cuidar exige atenção, competências linguísticas, relações de proximidade. É através do conceito de literacia em saúde que afirma que é preciso dar competências cognitivas e sociais às pessoas para que elas, com motivação, consigam tomar decisões acertadas e responsáveis em saúde e aceder, compreender e usar melhor os recursos em saúde".

 

ESTRUTURA DO PROJETO:

A base da temática a abordar sobre literacia em saúde incidirá sobre a importância da Comunicação em saúde, que é um instrumento da Literacia em saúde para esta atingir os seus fins.

 

Segundo a Drª Lucia Saldanha e a Drª Emília Ferreira, respetivamente coordenadora e curadora da futura exposição no MNAC, "O projeto assenta na intenção do artista e na forma como ele expressa os conceitos de acordo com os seus padrões artísticos e simbólicos"

 

Segundo as responsáveis do MNAC e a presidente da SPLS, "Desejamos que a união entre o conceito, a arte e o artista convidado consiga dar uma força à literacia em saúde, para ser mais bem percebida pelo cidadão".

 

Propomos que o artista faça uma composição (máximo 1metro x 1 metro) onde opte de forma única ou conjugada por: desenhos, pinturas, colagens ou outros elementos relacionados.

 

 

Com base na escolha de um tópico, o artista tem a liberdade criativa para expressar o conteúdo e o sentido que está implícito nas mensagens propostas.

 

A mensagem ficará gravada através desta exposição, que se pretende também que seja itinerante, tanto a nível nacional como internacional, após o período expositivo no Museu Nacional de Arte Contemporânea.

 

PARALELAMENTE SERÁ FEITA UMA EXPOSIÇÃO DIGITAL

A componente digital (mesa digital touch) vai combinar, através de palavras-chave, a interpretação de várias áreas da literacia em saúde através de: TEXTO; SOM; IMAGEM; AUDIOVISUAL

 

Com base num ecrã digital, as pessoas podem navegar por meio de simples toques num ecrã, por 10 ESTAÇÕES  

 Na exposição estarão disponíveis materiais em Braille (impressos) e linguagem gestual (vídeos).

5bab97a461910-MNAC-logotipo_institucional.jpg